COMO CUIDAR DE UM BONSAI ROMÃ

COMO CUIDAR DE UM BONSAI ROMÃ

Bonsai Romã

O bonsai romã é uma pequena árvore, o que é bem característico para um bonsai. Por ser de pequeno porte, essa árvore pode ser cultivada em vasos sem nenhum problema, desde que recebam boa luminosidade. Sua casca é marrom-acinzentada e lisa nas árvores jovens, ficando enrugada e escamosa com o tempo e as flores são vermelhas em forma de trombeta e grandes frutos vermelhos redondos. Estes são cobertos por um pericarpo duro e contêm um grande número de sementes, cada uma coberta por um saboroso arilo vermelho.

O bonsai romã precisa de temperatura quente e não tolera muita geada. Somente durante a dormência que acontece no inverno é que elas conseguem suportar uma leve geada. As árvores de romã podem alcançar várias centenas de anos. Elas são cultivadas por seus frutos e como árvores ornamentais. 

Sua origem vem do mediterrâneo, embora seja originária da Ásia Ocidental. Além de dar frutos comestíveis, a romã é considerada uma planta ornamental pela beleza das flores. De folhagem caduca. Elas florescem abundantemente e vistosamente.

Como Cuidar de um Bonsai Romã

Rega

Ao regar seu bonsai romã, sempre verifique se o solo está seco. A romã, como a maioria das árvores de folha caduca no verão exigem um volume maior de  água, mas lembre-se, deve ser deixado secar ligeiramente antes de regar novamente. No inverno, mantenha o solo ligeiramente úmido. Portanto, evite regar com água calcária e em locais de clima quente, se necessário regue 2 vezes por dia. Também é interessante borrifar água em suas folhas, mas sem excesso. Quando os dias não estiverem quentes, regue dia sim dia não.

Poda

 A poda do bonsai romã pode ser feita durante a sua dormência no inverno, quando não há muitas folhas no caminho. Contudo, durante a estação de crescimento, os novos rebentos são aparados quando atingem um comprimento de um mais ou menos 10 a 15 cm. 

Faça a poda dos ramos após a floração, no final do verão os botões estão totalmente formado e deve-se proceder uma seleção e os ramos mais grossos terminais também devem ser removidos para um crescimento equilibrado na primavera seguinte.

No início de sua formação como um bonsai é importante modelar corretamente desde o início, em vez de se preocupar com as flores e frutos. Tome cuidado para não deixar muitas romãs em um galho, ele tende a secar no ano seguinte.

Aramação

O processo de aramação pode ser feito de um melhor forma quando não há folhas na árvore. Os galhos velhos são bastante rígidos e quebradiços, mas os ramos mais jovens são flexíveis e podem ser facilmente modelados. O posicionamento dos ramos através da aramação pode ser feito entre a primavera/outono, mas evite fazê-lo durante a floração e tomando cuidado para não danificar a casca ou quebrar os galhos frágeis. Recomendamos que a aramação seja feita apenas quando outras técnicas de modelagem não pode ser usado ou não produzirem os efeitos desejados.

Adubação

Para o processo de adubação, coloque sempre adubo orgânico sólido a cada quatro semanas ou utilize um adubo líquido uma vez por semana durante a estação de crescimento. Use um produtos que tenham baixo teor de nitrogênio e alto de fósforo(F) e de potássio para estimular flores e frutos em árvores maduras. Não adube enquanto a árvore estiver florescendo.

Transplante

 Faça o transplante do seu bonsai romã a cada dois a três anos, no início da primavera, antes que os brotos das folhas se abram. As raízes podem ser podadas consideravelmente. Use uma mistura de solo bem drenante. 

Iluminação

Deve-se colocar o bonsai romã em lugares bem iluminados em que receba sol durante alguma parte do dia, preferencialmente durante a manhã. No período de inverno, se a temperatura é baixa, muito pouca água, mas não deixe secar completamente. Eles também devem ser protegidos de geadas. Uma estrutura fria, protegida de geadas, com temperaturas entre 2 e 8 °C, é o local ideal no inverno.

Pragas e doenças

As árvores de romã são vigorosas e dificilmente são atacadas por pragas e doenças. Porém, pulgões, cochonilhas-de-escamas, mosca branca e cochonilhas-farinhentas podem afetar a romã se ela ficar enfraquecida por estar em um local impróprio como em ambientes fechados por exemplo e por cuidados inadequados. Caso seu bonsai romã fique doente, utilize um inseticida específico e melhore as condições de desenvolvimento de sua árvore.

Conclusão

COMO CUIDAR DE UM BONSAI ROMÃ

Agora você já tem os conhecimentos básicos para cuidar de um bonsai romã, deixando ele sempre saudável e lindo, caso você deseje aprofundar seus conhecimentos em como cuidar de um bonsai veja nosso Guia Definitivo sobre como cuidar de um bonsai.

Deixe um comentário